Experiência

Por que eu troquei a academia pelo Yoga

Por muito tempo a academia foi minha forma de cuidar da saúde física. Porém, com uma rotina cada vez mais agitada, acompanhada de preocupações e responsabilidades, aquela prática que me servia tão bem, parecia não ser o suficiente.

Comecei a buscar outras alternativas e alguns amigos me recomendaram a Yoga, dizendo o quanto ela havia feito bem para eles. Fui bastante resistente para começar e hoje ela é indispensável em minha rotina.

A Yoga me trouxe para o presente. Minha resistência estava em achar que fazer Yoga era atingir a perfeição de várias posturas e que “como algo que não me deixa exausta vai me dar ótimas noites de sono e tira a minha ansiedade?! Duvido…”

Eu só estava me esquecendo que 1 hora e meia na academia, também não estavam adiantando. Ou seja, o que eu tinha era algo além do físico, era uma inquietude emocional.
Demorei 1 ano para começar, até que um dia apenas fui.

A Yoga me ajudou a me autoconhecer, a não deixar esconder meus problemas e a me mostrar que alguma coisa não está legal.


Durante a prática, ao não conseguir me equilibrar, concentrar, me manter em alguma postura (que não tem nada a ver com perfeição), eu percebo que talvez eu não esteja em um bom dia, ou que eu tenho que olhar com carinho para alguma parte de mim. Então eu paro, observo, me encho de energia e mudo.

Nessa quarentena, a Yoga novamente me mostrou que eu estava resistente ao fato de estar em casa, de perder o emprego, de ver pessoas morrendo, de poder ajudar pouco e precisar me isolar, ao mesmo tempo que todos precisam de afeto, atenção e longas conversas.

Com a prática diária e aos poucos, essas questões vão se amenizando e vou aprendendo a lidar com a minha vulnerabilidade.

E vocês? O que a Yoga vem lhes mostrando?